terça-feira, 4 de julho de 2017

BRINCAR

 Colocando o preço. 


Comprou tem que pagar...


Fazendo as contas do que gastou...


Organização...


Gerente operador do caixa.



Para Vygotsky Brincar é permitir que a criança aprenda a elaborar e resolver situações conflitantes que vive nos seu dia a dia.

Esta brincadeira é riquíssima de conflitos geradores de oportunidades e aprendizagens. Todos querem ser dono do mercadinho, querem ser dono de todas as sucatas, querem ter mais dinheiro que o colega e querem ser o gerente. E, ninguém está disposto a esperar a vez, ceder, ou até mesmo, compartilhar o brinquedo e brincar junto.  Este impasse faz gerar as oportunidades:

- de comunicar, questionar, interagir com os outros e ser parte de uma experiência social mais ampla em que a flexibilidade, a tolerância e a autodisciplina são vitais; (MOYLES, 2002, p.36).

Neste sentido, a brincadeira desenvolve as aprendizagens de conviver, de se relacionar com os conflitos que surgem no ambiente através do diálogo.

Professora: Cristina Momoli

MOYLES, Janet R.; Tradução Maria Adriana Veronese. Só brincar? O papel do brincar na educação infantil. - Porto Alegre: Artmed, 2002.

2 comentários:

Larissa Lira disse...

PARABÉNS PROFE ÓTIMA ATIVIDADE LÚDICA E RICA DE APRENDIZAGEM!

Cristin@ disse...

Obrigada prof Larissa. É uma ótima oportunidade para se trabalhar o senso numérico também, pois eles colocam preço nas sucatas fazem lista de compras, fazem cálculos e anotações; Manipulam dinheirinho tendo contato com números de maneira significativa. LORENZATO, 2011, p8-9, nos diz que: " Quanto mais sentidos da criança estiverem envolvidos numa atividade, mais facilmente ela aprenderá"; e " Quanto maior for a vivência da criança, mais facilmente ela aprenderá, pois estará se apropriando de um maior número de referentes ou pontos de ancoragem".LORENZATO, Sergio. Educação Infantil e percepção matemática. 3. ed. rev. Campinas, Sp: Autores Associados, 2011. Coleção Formação de Professores.